(11) 4266-0513 (11) 94797-6909

Como lidar com um alcoólatra na família


Como lidar com um alcoólatra na família

Saiba como lidar com uma pessoa alcoólatras em sua família. Tudo começa com o hábito de “bebericar” um pouco para relaxar após o expediente, comemorar alguma boa notícia ou simplesmente para esquecer as preocupações do dia a dia. É quando esse “pouquinho” vai devagar saindo do controle. Uma dose passa a não ser o suficiente; é preciso mais uma, duas, três, quatro… 

E pronto! A pessoa torna-se dependente da bebida para tudo: para pensar, para relaxar, para se divertir, para esquecer as mágoas e questões mal resolvidas ao longo de sua vida. E aí vem a pergunta: como lidar com alguém nesta situação?

A Clínica de Recuperação Prime apresenta algumas orientações que podem ser úteis a você no dia a dia - ou mesmo a alguém que você conheça e que passe por estas mesmas dificuldades.

O primeiro passo é entender que, além de dar amor e atenção, não se pode obrigar a pessoa a aceitar a sua ajuda. Também não adianta mandá-la embora de casa, a menos que o vício no álcool tenha chegado a um ponto que reflita iminente perigo no lar.

Do contrário, é preciso muita paciência, conversa - quando a pessoa se abrir para ouvir o que se tem a dizer, e o principal: evitar hábitos e circunstâncias que impliquem no prolongamento e piora do quadro de dependência.

Assim, o apoio à pessoa é fundamental. A pessoa deve sentir-se acolhida pela família, pois o sentimento de isolamento na própria casa pode agravar sua fragilidade. No entanto, demonstre mesmo com carinho, que o vício não é tolerável dentro do lar, e que se ainda houver crianças no mesmo ambiente, o exemplo deverá existir em primeiro lugar.

Apoio também não significa cuidar da pessoa, tal qual de uma criança que precisa de cuidados diariamente. É preciso fazer com que o dependente entenda que ele é o único responsável por seus atos. Assim, se beber e não corresponder no serviço, perderá o emprego; se beber e dirigir, poderá matar alguém e até mesmo morrer junto. Se sair a noite e beber demais, terá que voltar para casa sozinho.

Muitas famílias temem em situações assim, que o parente morra ou acabe matando alguém no trânsito. Por isso, aceitam buscar tal parente no bar, o que é um erro. É preciso fazê-lo entender a responsabilidade por seus atos.

Outro fato importante a observar é que, em muitos lares, é comum a família fomentar o vício em casa sem nem se dar conta. Aquele engradado de cerveja baratinha que se compra e deixa na geladeira à vontade; o uísque importado – e mesmo o nacional, quando em preço acessível, que muitos não dispensam antes do almoço ou do jantar; o vinho do porto; a champanhe, bastante comum em festas… tudo isso se torna um perigo em casa.

É como deixar um revólver perto de um suicida.

Por fim, procure ajuda especializada, que pode agilizar a conscientização do dependente. Clínicas, reuniões dos Alcoólatras Anônimos (AA), e claro, a Clínica de Recuperação Prime.

Será um prazer orientar e ajudar a você neste momento tão difícil. Procure-nos.

Clínica de Recuperação Prime atua com diversas empresas parceiras que realizam a prevenção para saber Como Lidar com um Alcoólatra na Família , procure orientação com um de nossos profissionais.

Os tratamentos oferecidos por nossas clínicas de reabilitação de dependência química são realizados por profissionais da área da saúde e social, tais como: técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos, psiquiatra, psicólogos, assistentes sociais, etc.

Algumas clínicas realizam internações involuntárias,com a autorização e solicitação da família.

Atendemos todos dias nos telefones do site e também via chat online e WhatsApp. Não deixe de nos procurar !

Entramos em contato

Blog

Quem usa drogas sente muita sede?

Quem usa drogas sente muita sede?

Será que quem usa drogas sente muita sede? Muitas vezes essa pergunta nem quer dizer muita coisa, entretanto, algumas drogas são

Como funciona a internação voluntária e involuntária .Entenda a diferença e o tratamento

Como funciona a internação voluntária e involuntária .Entenda a diferença e o tratamento

Entenda a diferença, funcionamento e o tratamento para internação voluntária e involuntária agora.

Como lidar com casos de dependência química na família

Como lidar com casos de dependência química na família

Saiba como lidar com casos de pessoas dependente química em sua família. Tudo começa com o hábito de “experimentar”

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?