(11) 4266-0513 (11) 94797-6909

Internação compulsória de usuários de crack


Internação compulsória de usuários de crack

As drogas causam um verdadeiro caos na sociedade, de uma forma geral. O crack é uma das que mais causa problemas sociais, pois é uma droga que age de forma muito agressiva nos usuários, fazendo com que o mesmo não tenha noção do quão grave são os efeitos e também para os outros cidadãos, como por exemplo internação compulsória , os desastres familiares causados quando um ente querido entra no “mundo do crack”.

Tal droga transforma o usuário em um verdadeiro viciado, deixando-o capaz de fazer o que for possível e impossível para continuar usando esta droga. Dessa forma intervenções são criadas, em forma de leis, para por um total controle sob essa situação, trazendo calmaria e paz para os mais afetados, além dos usuários.

Recentemente, em São Paulo, houve a desocupação forçada da área onde era conhecida como “cracolândia”, onde também 53 pessoas, envolvidas com tráfico de drogas, foram presas. Claro, uma intervenção com uma grandeza igual a essa gera muita discussão, tais como – “E agora, para onde vão os usuários?” ou “O que vai acontecer com esses usuários depois?” – Dessa forma a sociedade vai se adequando e combatendo todo esse caos, buscando incansavelmente uma solução rápida e eficaz.

E nessa tentativa de achar uma solução, o deputado federal Eduardo Da Fonte (PP-PE) apresentou em março de 2012, uma proposta de política pública que prevê a internação compulsória temporária de dependentes químicos segundo indicação médica após o paciente passar por avaliação com profissionais da saúde. A internação contra a vontade do paciente está prevista no Código Civil desde 2001, pela Lei da Reforma Psiquiátrica 10.216, mas a novidade agora é que o procedimento seja adotado não caso a caso, mas como uma política de saúde pública. Claro, isso gera muita discussão, entre os que são a favor e os que são contra.

O usuário compulsivo, neurótico, que é aquele que faz uso descontrolado de crack e apresenta quadro de fissura deve sim ser intercedido com uma internação compulsória, pois o mesmo nuca terá sã consciência da gravidade da situação, na qual se encontra.

A família tem o dever de tentar, de todas as formas possíveis, convencer o usuário de que ele precisa ser tratado com urgência. Caso essa tentativa não seja suficiente, a internação compulsória, sem que haja a vontade do usuário, é o melhor recurso existente até então.


Entramos em contato

Blog

Quem usa drogas sente muita sede?

Quem usa drogas sente muita sede?

Será que quem usa drogas sente muita sede? Muitas vezes essa pergunta nem quer dizer muita coisa, entretanto, algumas drogas são

Como funciona a internação voluntária e involuntária .Entenda a diferença e o tratamento

Como funciona a internação voluntária e involuntária .Entenda a diferença e o tratamento

Entenda a diferença, funcionamento e o tratamento para internação voluntária e involuntária agora.

Como lidar com casos de dependência química na família

Como lidar com casos de dependência química na família

Saiba como lidar com casos de pessoas dependente química em sua família. Tudo começa com o hábito de “experimentar”

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?